Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BILHARDEIRO

Agora sem fazer grandes ZumBidos

BILHARDEIRO

Agora sem fazer grandes ZumBidos

A favor de muitas e muito grandes superfícies e mais outros quantos albergues abertos dia e noite

O senhor Manuel da mercearia ali da esquina, agora vulgarmente conhecidas como comercio tradicional, anda arreliado com as vendas. Diz ele que o negócio está fraco e que a culpa é das grandes superfícies. Mas o que é um facto é que os produtos na mercearia do senhor Manuel são mais caros, e esta não é a única dissemelhança entre estes dois albergues de comércio, existem muitas outras, a começar pela oferta que no caso da mercearia é muito limitada, tudo o que vende o senhor Manuel as grandes superfícies também vendem, mas o contrário já não é verdade. E depois como explica o senhor Manuel o facto de naqueles momentos em que um gajo mais precisa de fazer compras a mercearia está fechada, fechada à hora de almoço e completamente encerrada depois das 7 da tarde, mais as tardes de sábado e todo o dia de domingo para ir rezar na missa por melhores dias. É exactamente nestes momentos que vamos fazer compras nas grandes superfícies. Está um gajo a preparar o jantar e acabou o sal quando os grelos já estão de molho na panela, vai onde um gajo comprar o cloreto de sódio? Ou então, é domingo e a garrafa de JB está vazia e é preciso não desamparar o gelo que já está no copo, vai um gajo buscar whiskey a donde? Na grande superfície, mas é que é óbvio.

5 comentários

Comentar post