Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BILHARDEIRO

Agora sem fazer grandes ZumBidos

BILHARDEIRO

Agora sem fazer grandes ZumBidos

enviei a carta ao Pai Natal

Já está no marco do correio. Foi um singelo postal, com um pedido muito ingénuo e nada material. Ao meu amigo Pai Natal apenas pedi um aumento de trezentos porcento no salário e a redução em cinquenta no horário. Também pedi para que conceda este desejo aos meus amigos e a todos aqueles que por aqui passam. Em anexo da minha carta, e para o caso de já estar esgostado este meu pedido, solicitei ao mesmo senhor, Alegria, Paz e Amor. Este último pode ser das muitas formas possíveis e imaginárias, que não sou esquisito.

FELIZ NATAL

Pai Natal existe em duplicado

Normalmente quando vejo tudo a dobrar, deixo de beber.
Vai um gajo a caminho das festas do mercado quando, eu que já nem acreditava que o homem existe, olho e observo não um mas dois, estranho, mas ainda só bebi três ponchas, dois licores e um vinho Madeira. Bom, mas com estas evidências achei logo que é melhor parar de beber. Vou apenas ao mercado comer a sandes de vinho e alhos para depois ir na caminha me deitar.

a temperatura vai subir

aquilo foi mas é para afogar mágoas

«Não acredito que Pinto da Costa tenha festejado uma derrota de Portugal» (Madail)


Amigo Madail, o seu futebol já nos habituou a muita coisa, até a jogos de bola, quanto mais a outro tipo de festas.
E basta lembrar o falecido Vítor Correia, ex-árbitro, que um dia afirmou o célebre comment:
«Ó meu amigo, eu desde que vi um porco a andar de bicicleta no circo, já não me admiro de nada neste país»

um peso muitas medidas

deserto e dunas




(daqui)
E por falar em rali Lisboa-Dakar vamos então um bocadinho mais por África e paramos na Namíbia. Desta vez a proposta é de umas férias nas Dunas de Sossusvlei ...

( isto é o que acontece quando a leitura do dia é de um catálogo de férias )