Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BILHARDEIRO

Agora sem fazer grandes ZumBidos

BILHARDEIRO

Agora sem fazer grandes ZumBidos

isso dos 277 milhões na derrapagem das contas da MADEIRA é mentira

Se fosse verdade já tinha sido notícia ( manchete ) no JORNAL DA MADEIRA.

E eu sou dos que compra todos os dias o JM e até agora nada. Se calhar é melhor rectificar esta cena de "comprar" o JM. Claro que não compro. Nem eu nem ninguém. Ninguém compra o JM. 

Eu pago todos os dias o JM. Assim é que é. Pagamos todos.

E um gajo lê o JM e não encontra nada sobre esta coisa dos 277 milhões. Podiam, ao menos,  fazer uma abordagem jornalística sobre os milhões, mas não. Nada. O JM também não é um sítio onde se faz jornalismo. Às tantas um gajo tem de ler um blá-blá extenso sobre outros IVA's para em rodinha pé encontrar uma notinha sobre os nossos queridos 277 milhões. Até parece os contratos das seguradoras.

ganda jogada de Pintinho da Costa

Entra na área que nem uma seta depois de fintar dois adversários, Jorge Nuno Pinto da Costa ainda dribla mais três vimaranenses até tropeçar no braço de um quinto e engatar o pitão da chuteira num pedaço de relva. Vai ao chão. É penalti. O árbitro, de quem o nome não sei, nem tão pouco interessa, é amigo do Pinto e não tem qualquer dúvida, aponta vigorosamente para a marca dos 11 metros. O dia está ganho.

 

e assim se formam campeões e árbitros gatunos

Portugal pode contar comigo

Eu sou solidário. Dou de braços abertos mais de metade do Subsidio de Natal. 

Até pago de boa vontade IVA a 26% ou 38% ou 56% ou ao que quiserem desde que isso sirva para salvar Portugal e garantir borga aos governos que por aqui passam.

Faço tudo de sorriso nos lábios e sem partir montras nem provocar arruaças ou motins. Sou português. Sou burro. Gosto de ser roubado.

 

O gabinete do antigo secretário de Estado do Comércio e da Defesa do Consumidor, Fernando Serrasqueiro, gastou numa viagem de uma semana a Lima e à cidade do México, em Março passado, 35 459,76 euros. O valor, discriminado numa factura enviada pela Abreu ao Ministério da Economia, revela que as passagens de avião custaram 20 669,76 euros, o alojamento 12 060 euros e 2730 euros foram gastos em serviços de aluguer de carros e motoristas. 

de volta às origens

Em tempos foi conhecido com a Volta à Madeira. Depois chegou o Vinho e o Rali. Mais tarde o Europeu e por fim um interessante IRC. Este ano, e para fazer jus à fama que temos de ilha do turismo, voltamos quase às origens e o nosso rali passou a Passeio De Turistas Pelas Serras Da Madeira.

 

O que é excelente e maravilhoso como diz o nosso querido tio Alberto... inda bem que não temos IRC este ano.