Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BILHARDEIRO

Agora sem fazer grandes ZumBidos

BILHARDEIRO

Agora sem fazer grandes ZumBidos

de volta pra ilha

Aeroporto de Lisboa, ponto de partida para o regresso. A minha satisfação é a de ter feito o check-in na ida, isto é, no aeroporto do Funchal, e por isso evitei as filas, que até nem seriam muitas, mas apenas por não ter bagagem de porão. Para quem as malas tem de entregar aos homens da carga, são intermináveis as longas filas. Tem filas para tudo neste aeroporto.
E a segurança, ou falta dela, onde antes a passagem pelos detectores, posto de segurança, ficava apenas no caminho da porta de embarque, agora regrediu um andar e alguns metros, e está ali bem perto da entrada, logo depois do check-in. Fui revistado da cabeça aos pés, apenas por soar um apito na máquina, nada de grave, alguns cêntimos no bolso.
Não percebo é como funciona esta segurança, está situada depois da zona mais povoada do aeroporto. Tudo leva a crer que um bombista ou coisa parecida, apenas está preocupado em atentados dentro de aviões. Mas não devia ser bem assim. E não é. Um atroz terrorista que pretende fazer um massacre no aeroporto de Lisboa, só tem que deixar os explosivos na zona de check-in. São muitas centenas de pessoas, é o local com maior concentração por metro quadrado, e fica antes de qualquer tipo de segurança.

um especialista em segurança faz hoje a bilhardice!

2 comentários

Comentar post