Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BILHARDEIRO

Agora sem fazer grandes ZumBidos

BILHARDEIRO

Agora sem fazer grandes ZumBidos

de vitória em vitória até à derrota final

Que no nosso caso é mais "de maioria em maioria até a ruína total da nossa querida terra".

Já pensei em transferir o meu acento fiscal para uma dessas Offshore que muito em moda estão nos dias de hoje.

Apenas para ver se não me sacam os poucos euros que ainda consigo ganhar honestamente.

Hoje fui votar. Não costumo, já que sou do partido mais virtuoso da lista eleitoral, a abstenção.

E então não é que alguém, amigo do peito, cruzou comigo na saída da secção de voto. Pois é, nada de anormal. Estranho são as perguntas que nos fazem nesses momentos. "Votaste bem?". Sem saber o que isso quer dizer, respondi "isso é impossível!". E não é que outro conhecido pergunta "votaste em quem?". Nem sei se isso se pode perguntar, mas eu respondo sempre. E respondi "votei no menos ladrão". É claro que é sempre subjectivo e complicado de determinar o menos ladrão nestas coisas de política. Tem sempre uma forma eficiente para escolher o menos ladrão, nem sempre resulta, é escolher quem está à menos tempo na política.

E agora!?

O que será o dia de amanhã?