Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BILHARDEIRO

Agora sem fazer grandes ZumBidos

BILHARDEIRO

Agora sem fazer grandes ZumBidos

RTP Madeira atinge pico colossal de audiências hoje por volta das cinco da tarde

Estavam mais de 60 mil funcionários públicos sentados em frente de uma TV hoje às 17h em ponto.

Estiveram a fazer um estágio com bujecas e tremoços desde as 14 horas numa esplanada à beira mar plantada.

Mas às cinco da tarde, ninguém foi ao chá do Golden, nada disso, foi tudo pa casa ver o tio Alberto. O Deus das borgas e do regabofe. Quero dizer, das folgas.

Que se lixe, somos ricos. Que mais importa?

Mas a audiência da RTP Madeira não foi só colossal, foi brutal. É que além dos 60 mil, ou melhor, 49 mil, já que uns quantos esqueceram a cena da tomada de posse e ficaram na Café Teatro na bilhardice. Eu não fui um deles. Até porque estava a trabalhar a essa hora, é que nem todos nascemos com o cu virado pa lua. Tem gente que tem de trabalhar nesta terra. Mas continuando, além dos 60 mil na frente de uma TV estavam mais uns 100 mil estudantes, que hoje, sem saber ler nem escrever, não tiveram aulas de tarde. Como se o nosso sistema de educação precisasse de educar.

Claro que a rapaziada estava a ver a RTP Madeira e, ao mesmo tempo, de PSP Vita na mão a fazer os trabalhos de casa.

A nossa ilha é colossal. Obrigado tio Alberto.

 

Ferraz da Costa: "Funcionários públicos devem trabalhar mais"   ((((( os madeirenses começam só amanhã a cumprir este requisito ))))))

 

CGTP desafia Cavaco e Passos a pronunciarem-se sobre dispensa ao serviço 'oferecida' por Jardim   (((((( Cavaco vai dizer "sempre é menos meio dia de ordenado de FP nas transferencias do estado para a região" e Passos vai dizer o costume "os madeirense que se pronunciem" ))))))


notinha de rodapé: esta postada foi escrevinhada em pouco mais de 35 segundos, não tenho tempo a perder com estas coisas, tenho mais o que fazer, e não me pagam para isto, por isso, se tiver erros, muitos errros, que se lixe, é que não pagam mesmo nada pa isto. E, além do mais, eu tive muitas tolerâncias de ponto no meu tempo de escola e nos restantes dias baldei-me bués às aulas de português. É que  Eu achava que o que devia ter eram aulas de madeirense.