Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BILHARDEIRO

Agora sem fazer grandes ZumBidos

BILHARDEIRO

Agora sem fazer grandes ZumBidos

a avaliação do professor e as obras que o engenheiro tem inveja de não ter feito

O homem andou tantos anos a estudar economia para nada. Afinal, basta olhar em volta, ver obra feita e num ápice afirmar que estamos num modelo de desenvolvimento ímpar e de louvar. Se as nossas empresas tivessem administradores com esta capacidade de avaliar uma "obra", não estariam neste momento a viver momentos difíceis.

O elogio de Cavaco Silva:
"Aqui encontrei bons exemplos na requalificação urbana, na qualidade ambiental, na qualidade turística, no património histórico e nos equipamentos culturais", disse, acrescentando que o que viu é a "prova inequívoca" de que a autonomia foi, é, e sempre será, a resposta certa para as especificidades da Região e para a vontade dos madeirenses.

Existem alguns ditados populares que podemos aplicar aqui e que de certa forma explicam esta forma altamente científica que o senhor professor Cavaco, doutorado em economia pela Universidade de York, utiliza para avaliar o desenvolvimento madeirense, e eles aqui vão:

Diz o povo que até uma puta vestida com traje de cerimonia é uma Madame.
E que um reles vagabundo se usar fato e gravata é doutor.

Entrementes já fomos informados neste pardieiro, que a recusa do Primeiro Ministro em se deslocar à Madeira é apenas por vergonha de ter que se vergar a fazer um elogio ao Jardim e à obra nesta ilha realizada.

O PSD considera a recusa de José Sócrates em visitar oficialmente a Madeira uma falta de respeito para com a Região e para com os madeirenses

3 comentários

Comentar post